segunda-feira, 27 de abril de 2015

SÉRIE BIOGRAFIA DE UM ÔNIBUS ; PENHA 17161.

SÉRIE BIOGRAFIA DE UM ÔNIBUS ; PENHA 17161.


Fonte : Portal Ônibus Paraibanos
Matéria / Texto : JC Barboza
Fotos : Alex de Souza Cornélio / Acervo Pluma / Alberto Gomes Vale / Liliane Xavier


Uma raridade que chegou a ir em Campina Grande pela Empresa de ônibus Nossa Senhora da Penha, possui uma longa história pelas empresas que já passou. Inicialmente esse Marcopolo Viaggio G4 1100 com chassi Scania K113 CL, foi adquirido pela Pluma Conforto e Turismo do Paraná em 1990, aonde numerado como 3114. Em 2002 com a compra da linha Curitiba X Porto Alegre Via BR 116 da Pluma, a Penha recebeu esse e mais seis iguais a ele, além de alguns Paradiso GV 1150 também com chassi Scania e mais dois Paradiso 1800 DD Scania, sendo que um deles pegou fogo.



Tanto o 17161, como ele foi numerado na Penha, como os demais Viaggio G4 vindo da Pluma, passaram por quase todas as linhas da empresa, encerrando suas atividades pela Penha na Campos X Cachoeiro do Itapemirim.  Com a venda da empresa pro Grupo Áurea (Nenê Constantino) em 2007, foram para a Expresso Kaiowa que ainda pertencia ao Grupo Itapemirim e que posteriormente foi vendida também ao Grupo Áurea. 

Na Paulista Ancletur

Na Penha ele viajou várias vezes para Campina Grande na única linha da empresa que ela possui na Paraíba, a São Paulo X Campina Grande. Na primeira foto, ele foi clicado na Rodoviária Novo Rio operando nessa linha.

Foi encontrado na cidade de poção em PERNAMBUCO.

Vendido em 2008, o 17161 foi para a Ancletur Transportes e Locação de veículos da cidade de São Caetano do Sul, São Paulo. Recentemente foi achado na cidade de Poção no interior de Pernambuco numa pequena empresa de turismo, mantendo a pintura da Ancletur. 


sábado, 25 de abril de 2015

O MICRO DA TOMAZ.

O MICRO DA TOMAZ TURISMO.

Fonte : Portal Ônibus Paraibanos 
Fotos : José Roberto


A Tomaz Turismo conhecida por seus imponentes ônibus rodoviários amarelos, também tem um pequeno notável micro-ônibus em sua frota.


O veículo em questão é o 3319, um Marcopolo Senior com chassi Agrale MA 9.2 que pertenceu anteriormente a pessoense Tour Azul aonde era o antigo 0827.



sexta-feira, 24 de abril de 2015

NÃO DUROU 30 DIAS , NÃO ENTROU EM OPERAÇÃO E FOI SUBSTITUÍDO.

NÃO DUROU 30 DIAS COMO O 0787; SUBSTITUÍDO CARRO QUE NÃO ESTREOU, VIALE EX - 0762 DA UNITRANS JÁ VAI PARA NATAL.

Fonte : Portal Ônibus Paraibanos
Matéria/Texto :
 Josivandro Avelar
Fotos :
Danilo Vitorino/Ruan Silva/Vitor Oliveira



A Unitrans desativou o carro 0787, que era o antigo 0762 da mesma empresa. O carro havia sido renumerado há menos de 30 dias após ficar quase dois meses parado, até que a empresa resolveu enviar o veículo para a Santa Maria natalense. O detalhe é que o Marcopolo Viale OF-1722 de 2008 assume a numeração 02079, que havia sido empregada em um Torino , e que não deve rodar - ao menos com essa numeração.

O carro 0762 foi adquirido zero em 2008, sendo um dos dez carros 4x2 adquiridos naquele ano que haviam sido fabricados na planta matriz da Marcopolo (Ana Rech, Caxias do Sul). Desses dez, sete eram veículos com letreiro frontal de 1 linha e itinerário lateral de lona. O 0762 foi um deles. Do início até o fim, ele foi titular da linha 302-Cidade Verde/Pedro II.


Foi desativado em 2014, substituído por um Torino 2014 OF-1721 Bluetec5, que atualmente é fixo da linha 5204-Cristo/Manaíra Shopping.

Ficou parado por dois meses até ser reativado pela Unitrans, como um dos veículos da reserva técnica, que estava paulatinamente substituindo os OF-1721 E2 pelos OF-1722M que haviam sido desativados pela empresa. O 0762 antigo assumiu a numeração 0787. Não ficou nem 30 dias na empresa com essa numeração. No último dia 15 (sim, há 10 dias atrás), o veículo havia se envolvido em um acidente com uma moto no Cristo. O veículo não foi tão avariado, mas ali terminou a carreira dele na Unitrans.

E assim, o ex-0762 e 0787 foi remanejado para a Santa Maria natalense, onde vai rodar com a numeração 02079. 

O mais incrível dessa história - como se já não fosse mais incrível ter rodado 30 dias como 0787 - é que a numeração havia sido empregada em um Torino de 2009, que foi o ex-07109 da Unitrans e 0726 da Transnacional campinense, o qual foi feito flagrante em Campina Grande. Assim sendo, o Torino não deve rodar na Santa Maria natalense - e se porventura rodar, não será como 02079.



Caso a Santa Maria de Natal devolva o Torino 02079 para a Transnacional, a tendência é que o veículo seja reintegrado à Unitrans, como reserva das linhas de dupla função da empresa.


FAIXA AZUL DE MACEIÓ COMPLETOU UM ANO.

COM AVALIAÇÃO POSITIVA E COM PERSPECTIVA DE AMPLIAÇÃO, FAIXA AZUL COMPLETA UM ANO.


Há pouco mais de um ano, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió (SMTT) adotou o uso da faixa exclusiva para ônibus nas avenidas Fernandes Lima, Durval de Góes Monteiro e parte da Tomás Espíndola. Depois do período inicial de conscientização e adaptação, o trecho da via conhecido como faixa azul, que facilita a vida dos usuários do transporte coletivo, complementar regulamentado e táxis, será ampliada.


É o caso da estudante de relações públicas Rafaela Maria, que utiliza o corredor de transporte diariamente. A faixa azul foi uma ideia maravilhosa. Realmente, é nítida a diferença no tempo de viagem. E também escuto dos amigos o mesmo. Se olharmos a curto prazo, dá pra dizer que deu uma melhorada significativa, elogia a estudante.


Visando dar continuidade ao avanço das condições do transporte público coletivo e ao sucesso que a faixa exclusiva trouxe para milhares de usuário de ônibus na capital, a SMTT implantará, em junho próximo, a ‘faixa azul’ nas avenidas Comendador Leão e Dona Constança, no bairro do Poço e Mangabeiras. Vinte e uma linhas de ônibus integram 143 veículos que circulam diariamente em dias úteis pelas vias e a medida deverá tornar mais rápido e tranqüilo o fluxo dos transportes coletivos.


Neste um ano de implantação da faixa exclusiva nas principais vias da parte alta de Maceió, a redução do tempo de viajem das linhas que por lá circulam foi substancial para que a população não somente aprovasse a iniciativa, mas que também voltasse a procurar no ônibus o melhor e mais rápido meio de locomoção para tarefas simples diárias, enfatiza o superintendente da SMTT, Tácio Melo.


Nas avenidas Durval de Goés, Fernandes Lima e Tomás Espíndola a SMTT tem fiscalizado o uso por parte dos condutores de veículos particulares e de transportes coletivos, coibindo práticas irregulares no uso da faixa. Somente no período de 12 meses, desde o início da faixa nestas vias, foram registradas mais de 7 mil autuações envolvendo veículos particulares circulando indevidamente pela faixa azul e cerca de 250 ocorrências de ônibus flagrados transitando fora da faixa exclusiva. Ambas as infrações estão previstas no Código de Trânsito Brasileiro.


Agentes de Trânsito realizam diariamente a fiscalização, mas temos conhecimento, por meio de reclamações, que ainda existem muitos condutores que trafegam pela faixa exclusiva de forma errada, disse Tácio Melo.

A faixa exclusiva funciona de segunda à sexta-feira, das 6h às 20h. Só podem nela transitar por no máximo o espaço de dois quarteirões os veículos que terão acesso às ruas adjacentes e lojas comerciais ao longo das vias.


por : Secom - Maceió
Informações : Aqui Acontece
Fonte  :  Blog meutransporte.blogspot.com


BUSSCAR NO CEARÁ : PANORÂMICO DD.

BUSSCAR NO CEARÁ :
PANORÂMICO DD.


Por Fortalbus

O primeiro ônibus rodoviário de dois pisos da Busscar foi lançado no ano de 1998, incrementando a gama de produtos da carroçadora catarinense neste segmento. O surpreendente Panorâmico DD trazia um conceito de design com linhas harmoniosas e exclusivas para o modelo.



Com várias possibilidades de configurações, o modelo permitia a utilização do salão inferior como sala de jogos, bar ou qualquer ambiente de acordo com o gosto do cliente, podendo ainda ser utilizado para aumentar a capacidade de transporte de passageiros.

Fazendo jus ao nome, o Panorâmico DD encantava os clientes não só pelo moderno design, mas também pela agradável visão do trajeto percorrido através do salão superior. No seu lançamento, podia receber os chassis Mercedes Benz O-400 RSD, Scania K113TLB ou K124EB/IB e Volvo B12B ou B12.


Em meados de 2002, a Rápido Crateús trouxe o primeiro Panorâmico DD do Ceará, sendo também o primeiro veículo de dois pisos da empresa a rodar em linhas intermunicipais. O inédito veículo recebeu o prefixo 30 ( xxx ), transportando com muito conforto seus passageiros no trecho Fortaleza x Crateús.


O segundo Panorâmico chega através da Ágape Turismo, no ano de 2008. Com chassi Scania K-380, o veículo traz algumas alterações na carroceria, como o retrovisor da família Jum Buss, lanternas com leds, ausência do frizo lateral e caixas de roda na cor da carroceria.



A nova geração do Panorâmico é lançada no ano de 2009, dez anos após seu lançamento. O projeto focou na imponência, porém, sem perder de vista o refinamento, uma vez que o produto foi concebido para o turismo de alto padrão. Esse resultado foi alcançado com a aplicação de uma grande área envidraçada, retrovisores recuados e elementos futurísticos.

Sua carroceria foi totalmente redesenhada por dentro e por fora, recebendo iluminação por leds e conjunto ótico herdado do modelo Elegance. O projeto buscou trazer benefícios para todos os usuários do veículo – passageiros, motoristas e auxiliares – por meio de soluções de máximo conforto, segurança e acessibilidade. Dentre os destaques estão o porta-pacote com iluminação indireta, luzes de leitura com tecnologia LED, monitores LCD, comando individual de som nas poltronas e sistema multiplex para o controle da carroceria.



O projeto ainda contemplou facilidades para montagem e desmontagem dos componentes do ônibus. Pelo grande porte, foi preciso trabalhar a redução de peso do produto final, uma demanda dos operadores para minimizar custos com combustível e manutenção.

As primeiras unidades da nova série foram adquiridos pela empresa Politur, de Fortaleza/CE, incorporando três unidades com chassis Volvo B12R em 2009.



No mesmo ano, a Via Luxo Turismo, também com sede em Fortaleza, adquire uma unidade semelhante, porém com poltronas do tipo leito no salão inferior e muita tecnologia a bordo, um veículo top de linha ideal para o turismo de alto padrão.



No Ceará, estes veículos são automáticos e proporcionam maior conforto aos passageiros, que desfrutam de poltronas Leito-Turismo Super Pullman, Sala Vip no salão inferior, ar-condicionado, rádios CD Player/MP3, DVDs, monitores de LCD com mecanismo retrátil, sanitário, geladeira, gelágua, suqueira, câmeras internas com monitor LCD na cabine entre outros equipamentos de segurança.



Toda a sofisticação e modernidade do novo Panorâmico DD rendeu em 2010, o principal prêmio de design europeu, o iF Product Design Award. Esta foi a segunda vez que a Busscar conquistava um selo iF, sendo a primeira vez com o ônibus VB Elegance 360 no ano de 2009.


FONTE  :  Fortalbus.com
FOTOS  :  Fortalbus .com / Alan Fernandes / Luciano Formiga



quarta-feira, 22 de abril de 2015

VOLTANDO AO PASSADO : JUM BUSS 400P.

VOLTANDO AO PASSADO : JUM BUSS 400P PRIVILEGIA VISTA PANORÂMICA.

TRAZEMOS NESTE POST MAIS UMA SÉRIE ESPECIAL, TRATA-SE DA VOLTANDO AO PASSADO , DO PORTAL ÔNIBUS PARAIBANOS, A MATÉRIA MOSTRA OS ÔNIBUS QUE OPERARAM NUM PASSADO NÃO TÃO DISTANTE ASSIM. SOMOS UM BLOG INDEPENDENTE ONDE TRAZEMOS MATÉRIAS NOSSAS E TAMBÉM DOS MELHORES SITES E BLOGS QUE TRATAM A BUSOLOGIA COM MUITA PAIXÃO, UM ABRAÇO A TODOS, AOS USUÁRIOS DO TRANSPORTE , AOS QUE NOS VISITAM E TAMBÉM Á QUELES QUE TEM A BUSOLOGIA NÃO SÓ COMO UM HOBBY , MAIS TAMBÉM COMO UMA PAIXÃO.

VAMOS A MATÉRIA ESPERO QUE GOSTEM......


Fonte: Mobilidade em foco
Matéria / Texto: Carlos Alberto Ribeiro
Fotos: Acervo Paraíba Bus Team



A empresa Carrocerias Busscar, de Joinville, lançou durante o 7º Etransport (congresso sobre transporte de passageiros), realizado no Rio de Janeiro, o ônibus modelo Jum Buss 400 Panorâmico, veículo de carroceria tipo dois pisos com o segundo andar avançando sobre a cabine do motorista, que fica num posto mais abaixado se comparado com a carroceria de origem do modelo, o Jum Buss 380. Com o segundo andar sobreposto a cabine do motorista, o novo ônibus, numa mesma configuração de assentos que o Jum Buss 380, permite levar mais passageiros, não importando se é Convencional, Executivo ou Leito.



Esses passageiros a mais transportados por viagem permite a empresa obter mais faturamento por viagem, impactando sobremaneira no faturamento mensal e anual a ser obtido pelo novo ônibus. Com isso dilui-se mais rapidamente o investimento feito na aquisição, com tempo de amortização menor e mais rápido retorno do capital investido. A sacada da Busscar, que se não bastasse a boa relação custo/benefício da carroceria para o empresário, ainda agrega outros fatores positivos como o design moderno e sedutor, é uma excelente opção tanto para linhas rodoviárias de alto valor agregado e disputadas por empresas com carros modernos quanto a ser utilizado para prestação de serviços nos setores de turismo e turismo receptivo. 



E a primeira unidade fabricada pela Busscar, com configuração de assentos na versão Leito-Turismo, denominado pela empresa que o comprou com o nome de FLONAVE(Florianópolis Nave ou Nave da Florianópolis) seguiu viagem para a capital catarinense. Assim, a primeira empresa no Brasil a adquirir o novo ônibus é a Florianópolis Turismo (FLORITUR). Com 34 confortáveis assentos e equipado com sofisticados itens de conforto, entre os quais se destaca o novo sistema de ar-condicionado adotado pela Busscar, com evaporador, sendo um para o salão de passageiros e outro para a cabine do motorista. Um dos princípios norteadores da nova carroceria da Busscar foi o de oferecer aos passageiros, principalmente os das primeiras poltronas, vista panorâmica da estrada e da paisagem, colaborando ainda mais para isso a altura de onde os passageiros poderão se deleitar com o excepcional campo de visão, 3,80 metros na altura dos olhos de um passageiro sentado. A vista lateral também foi privilegiada no projeto, com vidros colados e janelas de maior dimensão que os ônibus que contam com janelas normais. 

O novo ônibus tem carroceria de 14 metros de comprimento, 2,60 metros de largura, 4,00 metros de altura. O seu chassi, de configuração 6 x 2 (trucado), é da marca Sc113 2, com suspensão a ar total nos três eixos. O grupo motopropulsor também é da Scania, e conta com motor de 11 litros, seis cilindros em linha, sistema de injeção mecânica, turboalimentado, com intercooler, potência de 360 cv e caixa de câmbio com troca manual e cinco marchas a frente, todas sincronizadas. Em tempo, o projeto do Jum Buss 400 Panorâmico, lançado em 1995, serviu de base para três anos depois, em 1998, a Busscar lançar o Panorâmico DD (Double Decker).



PINTURAS QUE PEGAM : TRANSCRATEÚS PARA RG TUR

PINTURAS QUE PEGAM :
TANSCRATEÚS PARA RG TURISMO

Em mais um post da SÉRIE PINTURAS QUE PEGAM , do Portal Fortalbus.com.br, trazemos hoje uma matéria sobre uma das pinturas da TRANSCRATEÚS.


Por Fortalbus


dez anos, quando surgiu a Transcrateús no transporte intermunicipal de passageiros do Ceará, sua frota exibia um padrão de pintura com traços modernos e que se adaptava a qualquer tipo de carroceria. A harmonia bem distribuída nas cores azul, vermelho e amarelo, agregavam um aspecto mais limpo e de fácil identificação.


Este foi o único padrão utilizado pela Transcrateús desde o início de suas atividades, passando apenas por uma modificação em 2009, quando a cor predominante passou a ser o cinza em substituição ao branco. No mesmo ano, a Empresa deixou de atuar no transporte regular intermunicipal, e desde então, passou a dedicar-se ao turismo e fretamento de veículos.

As formas e cores da Transcrateús inspiraram a padronização de uma jovem empresa cearense, a RG Turismo. Com sede na capital cearense e atuando no transporte fretado de pessoas, seus veículos começam a utilizar esta pintura que também possui como característica a fácil manutenção e reparos.


FONTE  :  Fortalbus.com.br
FOTOS  :  Fortalbus.com / Victor Alves / Thiago Vinicius



terça-feira, 21 de abril de 2015

UM PREFIXO UMA HISTÓRIA ; 0828 DA REUNIDAS.

SÉRIE UM PREFIXO UMA HISTÓRIA ; 0828 DA REUNIDAS.

  Trazemos mais uma Série do Portal ônibus Paraibanos, desta vez estamos iniciando a Série um prefixo uma história . Série de matérias que irá contar a história de um prefixo usado por um ou mais ônibus. 

Fonte : Portal Ônibus Paraibanos
Matéria / Texto : Kristofer Oliveira


Em quase dezenove anos de história, a Reunidas está com o seu quinto ocupante no prefixo 0828. Quatro foram ocupados por modelos da Marcopolo, porém, foi no seu único Busscar o que passou mais tempo. Vamos abordar algumas particularidades dos carros 28 da Reunidas de João Pessoa. O primeiro a ocupar o prefixo foi um Torino 1989 ex Transnacional, em 1994. Ficou fixo boa parte do tempo na antiga linha 209, mas costumava aparecer no fim de semana na 101.



Com a chegada dos Torino F-113 HL que foram para a 209, virou reserva. Permaneceu na frota até a metade de 1995, quando foi desligado após a chegada do primeiro lote de Torino GV. Ficou como buraco até o ano seguinte.



Após quase um ano o buraco é preenchido no mês de maio de 1996, com o Busscar Urbanus II. Ficou fixo na linha 101 até o ano 2000, quando foi remanejado para as 3507/5307. Saiu da frota em 2004 após ficar como reserva.


Já o terceiro veio em 2004 substituindo o modelo anterior. Foi um Viale oriundo da Mauá/RJ, ano 1999. Ele tinha ar condicionado, mas foi retirado. No mais, algumas características foram mantidas, a exemplo das cadeiras com estofado e encosto alto, além do piso do tipo taraflex. Rodou inicialmente na 5600 e após foi remanejado para a 109. Em 2006 foi enviado para a filial da empresa em Natal, mantendo o mesmo prefixo.



No ano de 2009 ele retornou a Paraíba e passou por uma grande reforma para operar no serviço social do Grupo A Cândido, o Projeto Ônibus Legal.



Atualmente está na Transirmãos Cavalcanti, em Alagoas.


O quarto veio em 2006, também Viale, substituindo o ocupante anterior. Foi emplacado em Natal e deveria ter rodado lá, mas foi trocado pelo Viale anterior. Diferente das outras entradas no ano de 2006, veio isolado em meados de setembro. O diferencial dele é que o itinerário lateral era eletrônico, o primeiro do estado nessa configuração. Foi fixo na 5600 e pouco depois de seis meses, já em 2007, foi remanejado para a linha 109, onde permaneceu até abril de 2009. De vez em quando aparecia no bacurau da 101.




Após sair da frota, seguiu o mesmo destino do seu antecessor, mantendo o mesmo prefixo em Natal. Curiosamente, antes de seguir para a sua filial, teve os seus destinos eletrônicos retirados e colocados no Viale que veio do RN (justamente o antigo 0828 que rodou em João Pessoa) para o serviço do Projeto Ônibus Legal.

O atual ocupante começou a operar em maio de 2009, vindo no primeiro lote de Torino 2007 da Reunidas, estreando na linha 109 e seguindo pouco tempo depois para a 5600, onde permaneceu até o ano passado. Após, teve uma rápida passagem pela 107 antes de se fixar na 106, onde permanece até o momento.